11/03/2019

NÃO COMPRE UM BARCO ANTES DE LER ISSO

Se você está pensando em comprar um barco, certamente, já se deparou com algumas dúvidas angustiantes: por onde eu devo começar? E o que devo considerar para fazer um bom negócio? Calma! Não é tão difícil. Mas é importante não se afobar e ter tempo para se informar, fazer pesquisas, comparar as vantagens e selecionar a melhor opção entre tantas. Não vá com sede ao pote. Analise, sem pressa e você não vai se arrepender da nova aquisição.
Primeiramente, é necessário saber que tipo de embarcação é ideal para suprir suas necessidades. É preciso estar certo do que você deseja. Por que a resposta define basicamente o que você procura. Pode ser um barco para passear e se divertir com a família e os amigos ou um modelo para praticar esportes. Em todas as opções, é preciso ter cautela para não contrair um problema.
Depois de identificar qual a finalidade do barco, e escolher o tipo da embarcação que melhor atende às suas expectativas é preciso pesquisar as marcas e os modelos. Converse com quem já tem barco e pesquise vídeos e testes dos modelos em revistas e sites especializados. Para iniciantes no setor náutico, são indicados os barcos menores, de até 40 pés. 
Comprar um barco novo também é a opção mais segura, e confiável, já que na maioria das vezes os revendedores autorizados são especialistas, que se comprometem a dar garantia de qualidade, além de oferecerem um atendimento pós-venda com assistências e manutenção condicional. É importante não se esquecer de fazer as revisões corretamente.
A compra de um barco seminovo ou com mais tempo de uso compensa na questão de preço, mas exige muito mais cuidado e atenção com a procedência. É preciso avaliar o estado, a documentação, e até conhecer os donos anteriores. Isso porque existe o risco de comprar um barco com defeitos ou cair em fraude. Por isso, independente do formato da compra, descubra por que o barco está à venda e observe se ele tem registo de manutenção completo. É importante verificar se precisa de algum equipamento ou reparo e como ele era usado antes de ser colocado à venda. É recomendada inspeção total, revisão do motor e, se possível, teste na água. Você também precisa ver como é a potência e a sensibilidade da direção. 
Também é importante colocar em dia sua habilitação náutica de condutor e atualizar sua documentação. A última dica é conhecer também os limites do seu barco, onde ele pode navegar e como vai funcionar a assistência e a documentação e custos com a Marina. Se você seguir todos esses passos, com certeza já está pronto para grandes aventuras em alto mais. É só convidar a família e os amigos para desfrutar dessa sua nova conquista. Boa compra!